Quais proteções eu devo usar em caso de Corona Virus?

Quais proteções eu devo usar em caso de Corona Virus?

 
Informações mais detalhadas sobre EPIs e procedimentos a serem adotados nos diversos serviços estão disponíveis a Nota Técnica 4/2020 da Anvisa.

Quem deve usar a máscara cirúrgica?

Pacientes com sintomas de infecção respiratória (febre, tosse espirros, dificuldade para respirar).

Profissionais de saúde e profissionais de apoio que prestarem assistência a menos de 1 metro do paciente suspeito ou confirmado.

IMPORTANTE: Nunca se deve tentar realizar a limpeza da máscara já utilizadas com nenhum tipo de produto. As máscaras cirúrgicas são descartáveis e não podem ser limpas ou desinfectadas para uso posterior e quando úmidas perdem a sua capacidade de filtração.

 

Quem deve usar a máscara tipo n95?

Profissionais de saúde que realizam procedimentos geradores de aerossóis como por exemplo: intubação ou aspiração traqueal, ventilação mecânica invasiva e não invasiva, ressuscitação cardiopulmonar, ventilação manual antes da intubação, coletas de amostras nasotraqueais.

Pode-se considerar o uso de respiradores ou máscaras N95 ou equivalente, além do prazo de validade designado pelo fabricante para atendimento emergencial aos casos suspeitos ou confirmados da COVID-19. No entanto, as máscaras além do prazo de validade designado pelo fabricante podem não cumprir os requisitos para os quais foram certificados. Com o tempo, componentes como as tiras e o material da ponte nasal podem se degradar, o que pode afetar a qualidade do ajuste e da vedação.

 

Este tipo de uso pode ser liberado APENAS devido à demanda urgente causada pela emergência de saúde pública da COVID-19. Os usuários dessas máscaras que excederam o prazo de validade designado pelo fabricante devem ser orientados sobre a importância das inspeções e verificações do selo antes do uso.

IMPORTANTE: Nunca  se deve tentar realizar a limpeza da máscara N95 ou equivalente, já utilizadas, com nenhum tipo de produto. As máscaras N95 ou equivalentes são descartáveis e não podem ser limpas ou desinfectadas para uso posterior e quando úmidas perdem a sua capacidade de filtração.

 

Minha instituição está restringindo/proibindo os profissionais de utilizarem máscaras. Como devo agir?

 

Segundo recomendações do Ministério da Saúde, os profissionais que atendem CASOS SUSPEITOS E CONFIRMADOS de Covid-19 devem ter insumos necessários para higiene das mãos (com água e sabonete líquido OU preparação alcoólica a 70%) e vestir os seguintes EPIs:

óculos de proteção ou protetor facial; – máscara cirúrgica;

avental;

luvas de procedimento

gorro (para procedimentos que geram aerossóis)

máscaras N95, FFP2, ou equivalente, ao realizar procedimentos geradores de aerossóis como por exemplo, intubação ou aspiração traqueal, ventilação mecânica invasiva e não invasiva, ressuscitação cardiopulmonar, ventilação manual antes da intubação,coletas de amostras nasotraqueais.

É dever da instituição fornecer os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) específicos aos profissionais que atuam nos casos SUSPEITOS E CONFIRMADOS de Covid-19. Os demais devem seguir os procedimentos de rotina, com os equipamentos utilizados normalmente em suas áreas de atuação.

Para quem devo denunciar falta de EPIs para atendimento dos casos de Covid-19?

O Coren-SP disponibilizará nesta semana um chat para dúvidas e denúncias relacionadas à Covid-19. As denúncias também podem ser encaminhada site oficial (aqui). É fundamental também registrar a denúncia no Ministério Público do Trabalho e Vigilância Sanitária.

Eu sou obrigado a trabalhar sem proteção, caso a instituição não disponibilize os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários para atendimento dos casos suspeitos e confirmados de Covid-19?

O artigo 22 do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem estabelece que o profissional pode se recusar a executar atividades que não sejam de sua competência técnica, científica, ética e legal ou que não ofereçam segurança ao profissional, à pessoa, à família e à coletividade. Dessa forma, há respaldo ético, porém é importante que haja registro de elementos que comprovem a falta de condições de segurança e que a chefia imediata seja comunicada. Também é indicado que seja realizada denúncia no Conselho. Reiteramos que há EPIs que devem ser utilizados para atendimento dos casos suspeitos e confirmados de Covid-19, mas que são dispensados para atendimento a pacientes que não possuem a doença.

Os profissionais de saúde pertencentes aos grupos de risco – gestantes; doenças crônicas; doenças respiratórias; acima de 60 anos – devem continuar trabalhando?

O Governo do Estado de São Paulo definiu que todos os profissionais de saúde devem seguir com suas rotinas de trabalho. O Coren-SP solicitou reunião com o governo para apresentar a demanda desse grupo de profissionais e também demais necessidades da enfermagem no enfrentamento da Covid-19.

Quem deve realizar coleta de secreção para teste de Coronavírus? Enfermeiros, técnicos ou auxiliares de enfermagem?

Qualquer profissional da equipe de enfermagem, desde que treinado, pode realizar a coleta.

Fonte: Coren-SP