Skip to content

Search
Generic filters
Exact matches only

Nuvem de Tags

Your browser doesn't support the HTML5 CANVAS tag.

Quais proteções eu devo usar em caso de Corona Virus?

 
Informações mais detalhadas sobre EPIs e procedimentos a serem adotados nos diversos serviços estão disponíveis a Nota Técnica 4/2020 da Anvisa.

Quem deve usar a máscara cirúrgica?

Pacientes com sintomas de infecção respiratória (febre, tosse espirros, dificuldade para respirar).

Profissionais de saúde e profissionais de apoio que prestarem assistência a menos de 1 metro do paciente suspeito ou confirmado.

IMPORTANTE: Nunca se deve tentar realizar a limpeza da máscara já utilizadas com nenhum tipo de produto. As máscaras cirúrgicas são descartáveis e não podem ser limpas ou desinfectadas para uso posterior e quando úmidas perdem a sua capacidade de filtração.

 

Quem deve usar a máscara tipo n95?

Profissionais de saúde que realizam procedimentos geradores de aerossóis como por exemplo: intubação ou aspiração traqueal, ventilação mecânica invasiva e não invasiva, ressuscitação cardiopulmonar, ventilação manual antes da intubação, coletas de amostras nasotraqueais.

Pode-se considerar o uso de respiradores ou máscaras N95 ou equivalente, além do prazo de validade designado pelo fabricante para atendimento emergencial aos casos suspeitos ou confirmados da COVID-19. No entanto, as máscaras além do prazo de validade designado pelo fabricante podem não cumprir os requisitos para os quais foram certificados. Com o tempo, componentes como as tiras e o material da ponte nasal podem se degradar, o que pode afetar a qualidade do ajuste e da vedação.

 

Este tipo de uso pode ser liberado APENAS devido à demanda urgente causada pela emergência de saúde pública da COVID-19. Os usuários dessas máscaras que excederam o prazo de validade designado pelo fabricante devem ser orientados sobre a importância das inspeções e verificações do selo antes do uso.

IMPORTANTE: Nunca  se deve tentar realizar a limpeza da máscara N95 ou equivalente, já utilizadas, com nenhum tipo de produto. As máscaras N95 ou equivalentes são descartáveis e não podem ser limpas ou desinfectadas para uso posterior e quando úmidas perdem a sua capacidade de filtração.

 

Minha instituição está restringindo/proibindo os profissionais de utilizarem máscaras. Como devo agir?

 

Segundo recomendações do Ministério da Saúde, os profissionais que atendem CASOS SUSPEITOS E CONFIRMADOS de Covid-19 devem ter insumos necessários para higiene das mãos (com água e sabonete líquido OU preparação alcoólica a 70%) e vestir os seguintes EPIs:

óculos de proteção ou protetor facial; – máscara cirúrgica;

avental;

luvas de procedimento

gorro (para procedimentos que geram aerossóis)

máscaras N95, FFP2, ou equivalente, ao realizar procedimentos geradores de aerossóis como por exemplo, intubação ou aspiração traqueal, ventilação mecânica invasiva e não invasiva, ressuscitação cardiopulmonar, ventilação manual antes da intubação,coletas de amostras nasotraqueais.

É dever da instituição fornecer os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) específicos aos profissionais que atuam nos casos SUSPEITOS E CONFIRMADOS de Covid-19. Os demais devem seguir os procedimentos de rotina, com os equipamentos utilizados normalmente em suas áreas de atuação.

Para quem devo denunciar falta de EPIs para atendimento dos casos de Covid-19?

O Coren-SP disponibilizará nesta semana um chat para dúvidas e denúncias relacionadas à Covid-19. As denúncias também podem ser encaminhada site oficial (aqui). É fundamental também registrar a denúncia no Ministério Público do Trabalho e Vigilância Sanitária.

Eu sou obrigado a trabalhar sem proteção, caso a instituição não disponibilize os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários para atendimento dos casos suspeitos e confirmados de Covid-19?

O artigo 22 do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem estabelece que o profissional pode se recusar a executar atividades que não sejam de sua competência técnica, científica, ética e legal ou que não ofereçam segurança ao profissional, à pessoa, à família e à coletividade. Dessa forma, há respaldo ético, porém é importante que haja registro de elementos que comprovem a falta de condições de segurança e que a chefia imediata seja comunicada. Também é indicado que seja realizada denúncia no Conselho. Reiteramos que há EPIs que devem ser utilizados para atendimento dos casos suspeitos e confirmados de Covid-19, mas que são dispensados para atendimento a pacientes que não possuem a doença.

Os profissionais de saúde pertencentes aos grupos de risco – gestantes; doenças crônicas; doenças respiratórias; acima de 60 anos – devem continuar trabalhando?

O Governo do Estado de São Paulo definiu que todos os profissionais de saúde devem seguir com suas rotinas de trabalho. O Coren-SP solicitou reunião com o governo para apresentar a demanda desse grupo de profissionais e também demais necessidades da enfermagem no enfrentamento da Covid-19.

Quem deve realizar coleta de secreção para teste de Coronavírus? Enfermeiros, técnicos ou auxiliares de enfermagem?

Qualquer profissional da equipe de enfermagem, desde que treinado, pode realizar a coleta.

Fonte: Coren-SP

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + onze =

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email